ABCD lança Cartilha dos Direitos e Responsabilidades de Portadores de Doença Inflamatória Intestinal

2
1510

A Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn – ABCD lança ‘Cartilha dos Direitos e Responsabilidades dos Pacientes com Doença Inflamatória Intestinal’ (DII) organizado em forma de guia para orientar os pacientes portadores de DIIs sobre benefícios, aposentadorias, direitos dos escolares, planos de saúde para que convivam, da melhor maneira possível, com mais conforto e menos sofrimento.

Diarreia  frequente, dor abdominal e, frequentemente, sangramento retal são alguns dos sintomas comuns às duas doenças inflamatórias intestinais, Crohn e Retocolite Ulcerativa, de caráter crônico e que podem levar seus pacientes, em idade produtiva, a hospitalizações recorrentes e à incapacitação para o trabalho, causando também grande impacto na qualidade de vida, social e psicológica.

Diagnóstico Precoce – As doenças inflamatórias intestinais, Crohn e Retocolite Ulcerativa, são sérias, têm caráter crônico e afetam homens e mulheres indistintamente.  O diagnóstico acontece geralmente por volta dos 30 anos de idade, impactando negativamente a força de trabalho e a vida familiar do paciente.  De origem não totalmente conhecida, sabe-se que pode haver predisposição genética  e que o meio ambiente exerce papel importante em seu desencadeamento (sabe-se que é mais comum em centros urbanos e/ou industrializados).

Retocolite Ulcerativa e Doença de Crohn –  A retocolite ulcerativa caracteriza-se por inflamação e úlceras no revestimento do cólon ou intestino grosso.  Em média, as pessoas são diagnosticadas por volta dos 30-35 anos de idade, apesar da doença ocorrer em qualquer idade. Já a doença de Crohn envolve todo o intestino, sendo que em cerca de 30 por cento dos pacientes, o intestino fino (íleo) é a região mais afetada e, em 40 por cento, a região ileocecal.

Em ambas, os sintomas são semelhantes: dor abdominal, podendo haver hemorragia retal, diarreia, urgência para evacuar e aumento na frequência e dos movimentos intestinais. Estes sintomas tendem a aparecer e desaparecer e podem afetar o nível nutricional do paciente, pois a inflamação consome alguns nutrientes.  Pode haver também perda fecal de sangue, fluidos e eletrólitos, em decorrência da hemorragia e diarreias frequentes.  Estima-se que 25 por cento dos pacientes podem ser submetidos a cirurgia em algum momento do curso da doença.

Acesse a Cartilha dos Direitos e Responsabilidades de Portadores de Doença Inflamatória Intestinal:

cartilha-dos-direitos-e-responsabilidades-web2016-pdf

Fonte: ParanáShop

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorGoverno deve enviar nova medida provisória para rever INSS
Próximo artigoDor no joelho: veja o que é bom e que tipo de tratamento não tem eficácia

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

2 COMENTÁRIOS

  1. Oi sou Rosane e sou portadora da doença a 15 anos ..eu estou precisando de uma opnião o que faço estou trabalhando mas na experiencia e nao posso pegar atestado neste momento. …
    Mas entrei numa crise feia com muita dor…e na minha urina sai muito escura com traços de fezes queima muito para ir no banheiro …por favor o que devo fazer??

Deixe uma resposta