Consulta pública aberta para fornecer no SUS o Tofacitinibe para o tratamento de pacientes adultos com artrite reumatoide ativa moderada a grave

0
900

Consulta Pública tem por objetivo incorporar e fornecer no SUS o Tofacitinibe, um medicamento oral (comprimido), com efeito semelhante ao medicamento biológico, sobre o controle da artrite reumatoide, no entanto, não é um “biológico oral”, é um medicamento sintético e pode ser usado em monoterapia e não precisa ser associado ao Metotrexato. A CONITEC abriu a consulta pública mas adiantou seu parecer negativo, ou seja, não concorda com essa incorporação, por isso, [pacientes] precisamos participar e enviar a nossa contribuição.

Ministério da Saúde, recebe contribuições na Consulta Pública de nº33 da CONITEC (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias), até o dia 03 de novembro de 2016.

Citrato de Tofacitinibe (Xeljanz) – Indicação: Quando houver falha terapêutica DMARD tradicionais ou DMARD Biológico 1º ou 2 º linha, resposta inadequada ao Metotrexato ou intolerância ao MTX. Tofacitinibe, pode ser usado em monoterapia (sozinho, quando se toma Tofacitinibe, é possível, tomar apenas ele).

Uso seguro: requer controle de enzimas hepáticas, renais e hemograma.

Tofacitinibe – Xeljanz, foi aprovado no Brasil na versão de 5 mg, o frasco do Tofacitinibe foi aprovado pela Arthritis Foudation (é fácil de abrir).

Posologia:  A dose usual é de 02 comprimidos ao dia – 01 pela manhã e 01 pela noite, meia vida é de 03 horas.

A Comissão de Avaliação de Tecnologias no SUS, convoca toda sociedade civil para participar da Consulta Pública Nº 33/2016, que tem por objetivo recomendar o uso de Tofacitinibe (Xeljanz).

Faça sua contribuição, participe, preencha o formulário e expresse sua experiencia e opinião sobre o tratamento. Participando você estará contribuindo para que ele seja fornecido para as pessoas que necessitarem.

Quem pode contribuir?
Pacientes, amigos e familiares, profissionais da saúde, associações de pacientes e toda sociedade civil.

Existem duas formas de contribuir:

► Experiência ou opinião: “evidência do paciente” – “como paciente, familiar ou sociedade civil”, contando a sua  Experiência ou opinião, nesse tipo de contribuição você pode compartilhar sua experiência com o uso do Tofacitinibe (Xeljanz) e convivência com a doença. Caso não seja usuário de Tofacitinibe (Xeljanz), ainda assim você pode contribuir, falando sobre a sua experiência de vida com a doença e as razões que te fazem acreditar na importância do Tofacitinibe (Xeljanz). Para participar preencha o formulário “experiência ou opinião”, disponível no link: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=28580

Contribuição técnica-científica: evidência científica – Contribuindo com análise médica da consulta pública, enviando documentos e artigos científicos que provem a eficácia, segurança e custo-efetividade do Tofacitinibe (Xeljanz) com base em evidências científicas, este tipo de contribuição é voltada para associação de pacientes através do conselho cientifico, médicos e profissionais da saúde. Para participar preencha o relatório técnico, disponível no link: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=28581

A CONITEC recomendou inicialmente a não inclusão no SUS do Tofacitinibe (Xeljanz) para o tratamento de pacientes adultos com artrite reumatoide ativa moderada a grave com resposta inadequada a um ou mais medicamentos  modificadores do curso da doença. O que fortalece a necessidade da contribuição dos médicos, pacientes e associações de pacientes.  Participe, envie sua contribuição. 

Saiba o que diz o Relatório Científico emitido pela CONITEC (SUS):

relatorio_tofacitinibe_ar__cp33_2016

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorArtrite reumatoide atinge mais de 150 mil brasileiros anualmente
Próximo artigoEstudo: o trigo pode ser muito pior do que pensávamos
Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta