Doenças crônicas podem afetar a saúde dos olhos

0
1045

O oftalmologista Rafael Yamamoto participou do programa Falando Francamente sobre a saúde dos olhos.

O médico disse que os pacientes passaram a ter mais acesso ao especialista. “O número de médicos aumentou bastante o problema é a distribuição desses médicos pelo Brasil. O ideal é uma consulta anual mas dependendo da patologia esse acompanhamento deve ser maior”, orientou.

O oftalmologista ressalta a importância do tratamento preventivo das doenças. “Diabetes é uma delas(doenças). Ás vezes a pessoa tem diabetes e nunca fez um exame de fundo de olho, por exemplo. Depois a pessoa apresenta perda da visão ou uma lesão irreversível. Por isso é importante o diagnóstico precoce e procurar o oftalmologista”, esclarece.

Confira a íntegra da entrevista no player acima.

O programa Falando Francamente vai ao ar de segunda a sexta, às 15h (horário de Brasília), na Rádio Nacional da Amazônia, e às 13h (horário local), na Rádio Nacional do Alto Solimões.

Fonte: Rádios EBC

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorVereadores aprovam projetos para saúde dos munícipes
Próximo artigoEstudo revela associação do hipotireoidismo com AVC
Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta