Incorporado novo medicamento para tratamento da artrite psoriásica no SUS

1
484
O medicamento estará disponível em até seis meses

O Sistema Único de saúde (SUS) disponibilizará em até 180 dias mais um medicamento para tratar a artrite psoriásica, uma doença crônica, inflamatória, que afeta tanto as articulações quanto a pele: o secuquinumabe. A decisão de incorporar essa alternativa terapêutica foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, por meio da portaria nº 6, de 24 de janeiro de 2018.

A artrite psoriásica (AP) causa inflamação e dor tanto na coluna vertebral quanto nas articulações periféricas (juntas) de mãos, joelhos, ombros, tornozelos e cotovelos. Em 80% dos casos, os pacientes manifestam primeiro a psoríase cutânea, antes da inflamação nas articulações.

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) considerou que o secuquinumabe é eficaz e seguro para o tratamento da artrite psoriásica, por ser um medicamento biológico que inibe o processo inflamatório.

Conheça o relatório técnico da CONITEC, com informações detalhadas sobre a análise do medicamento, neste link.

Fonte: CONITEC

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

1 COMENTÁRIO

  1. Uma benção para esta senhora atriz de profissão, porque lhe descobriram uma doença igual à de Lay Gaga.Se lhe tivessem descoberto essa doença há 20 anos atrás não teria o atrevimento de dizer quefoi uma benção.Hoje todos os médicos são obrigados a aceitar a fibromialgia, desde há dois ou três anos, porque antes desse prazo e dessa lei, uns acreditavam outros diziam não existe fibromialgia isso está na sua cabeça.A mim até maluca me chamaram,vejam só que benção.

Deixe uma resposta