Metrothexate

0
296
          Um dos melhores remédios que eu já usei durante o tratamento da AR.
Produto Indisponivel
          Metrothexate (MTX) é utilizado na  AR como droga modificadora do curso da doença, pode ser usado sozinho ou combinado com outro medicamento para AR, por exemplo, MTX com Levufonamida, MTX com medicamento biológico. Apesar do grande avanço dos medicamentos biológicos, o MTX ainda faz parte do nosso tratamento eé um dos medicamentos percussores no tratamento da AR.
      Eu utilizei MTX durante 2 anos e meio e cheguei a experimentar dias de AR tranqüila, acreditem os últimos12 meses de MTX foi um verdadeiro encanto, a minha dor era tolerável e nesse período usei pouco analgésico, porém como nem tudo é perfeito e a AR é uma doença de fases, a minha resolveu se rebelar com o MTX e ele foi tirado da minha vida artrítica.
          O MTX é um medicamento relativamente barato se comparado as demais medicações que usamos, uma caixa de MTX com 20 comprimidos custa aproximadamente R$ 18,00. Porém, apesar do baixo valor, oacesso ao MTX sempre apresenta períodos de dificuldades, dificuldade para encontrar MTX para comprar.
          É isso mesmo, através do blog, recebo inúmeros e-mails solicitando orientação sobre o que fazer?, onde comprar MTX?. Pedidos de pessoas desesperadas com dor, tem o dinheiro para comprar o remédio e simplesmente não encontramos o remédio para comprar.
          Em Fevereiro de 2011, o Fantástico/Globo,apresentou a falta do MTX.
          Porém passaram-se os meses e o MTX ainda falta no Brasil, falta em São Paulo (Grande SP/Interior), uma importante rede de farmácia com delivery, não tem MTX já se completa um mês, você entra para comprar o remédio e está lá “produto indisponível”, é de nosso conhecimento que a falta de MTX acontece em várias estados e municípios brasileiros.
          É possível conseguir MTX através da Assistência Farmacêutica (SUS), com abertura de prontuário, para pegar o MTX nafarmácia de alto custo é preciso;
  • LME (laudo de medicamentos excepcionais)
  • Receita médica em 2 vias
  • Exames de Sangue (Hemograma, provas de função hepática e renal)
    • E renovação da LME a cada 3 meses, com a apresentação de novos exames.
Porém, mesmo nas farmácias de alto custo,esta faltando MTX.
          E agora o que fazer?
          Simples, exercer a cidadania na busca pelo acesso ao MTX, nós enquanto pessoas com AR, devemos se mobilizar e apresentar as nossas dificuldades, para juntos conseguirmos que alguém olhe por nós, alguém entenda que não é possível esperar, quando se tem dor!!!
Uma pergunta.
Como esta o acesso ao MTX na sua cidade
Podem escrever para  artritereumatoide.ar@gmail.com,ou deixar um comentário neste post, informe seu nome, a cidade onde mora, adoença e a descreva  como você faz para conseguir MTX. (envie por e-mail também, os contatos)
          Unidosseremos sempre + fortes!!
Um pouquinho de mim
          Tomei a 7º dose do medicamento biológico, os efeitos colaterais já estão bem tranqüilos. O resto tudo igual,dor, frio, dor + frio, frio + dor.
          Em Conferência Municipal de Saúde, unidos para constituir um SUS igualitário, justo e eficiente. E defendendo “Medicamentos Biológicos” educação da equipe multiprofissional, controle social e acesso.
Beijinhos
Contribuam com as informações de acesso ao MTX.

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorOuvidoria INSS
Próximo artigoEncontrar Julho/11
Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta