Medicamento Biológico

0
1177

Nossa Esperança de Dias Melhores

Medicação Biológica muda o curso da doença ao impedir a ação da substância que provoca a inflamação, quando eu vi em mim a Artrite Reumatoide, comecei a estudar as formas de tratamento medicamentosos da AR no Brasil e encontrei na terapia biológica uma esperança de ter a doença controlada e impedir a degeneração severa. Acredito que a minha geração de pessoas com AR teremos um futuro com qualidade de vida compatível as demais pessoas da nossa idade.
Medicamento Biológico no tratamento da Artrite Reumatoide, é utilizado como DMARD Drogas Modificadoras do Curso da Doença

O que é  Medicamento Biológico

  • Os medicamentos conhecidos como agentes biológicos, ou simplesmente biológicos, são moléculas de natureza protéica produzidas com o auxílio da engenharia genética, através de técnicas como a do DNA recombinante e o uso de hibridomas, que são linhagens celulares desenvolvidas para produzir um anticorpo desejado em grande quantidade.
  • São moléculas altamente complexas, quase sempre proteínas de alto peso molecular, resultantes de processos igualmente complexos que envolvem desde a seleção da molécula viva inicial (clonagem, microorganismos geneticamente modificados) até todo o processo de produção.
  • Esse processo de produção difere substancialmente do empregado na produção química convencional.
  • São produzidos para o tratamento de doenças crônicas como as hepatites B e C, a artrite reumatóide e vários tipos de câncer.

Medicamentos Biológicos são divididos em 3 grupos fundamentais;

  • Proteínas que são muito semelhantes as produzidas pelo nosso organismo como o hormônio de crescimento ou eritropoietina
  • Anticorpos monoclonais que são anticorpos semelhantes àqueles produzidos no corpo. Estes anticorpos são adaptados para reagir especificamente sobre “alvos” selecionados.
  • Proteínas de fusão são baseadas em receptores naturais do corpo como por exemplo, o receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) usado no tratamento de várias formas de câncer.

São Exemplos de Medicamentos Biológicos;

  • Vacinas
  • Soros
  • Hemoderivados
  • Insulinas
  • Medicamentos biológicos
    • Anticorpos Monoclonais
    • Anti-TNFs
  • Na artrite reumatoide, são utilizados medicamentos biológicos do tipo Anticorpos Monoclonais e Anti-TNFs

Medicamento Biológico – Anticorpos Monoclonais 

Surgem a partir de um único linfócito B (sistema imunológico), que é clonado e imortalizado, produzindo sempre os mesmos anticorpos, em resposta um agente patogênico.Estes anticorpos apresentam-se iguais entre si em estrutura, especificidade e afinidade, ligando-se por isso ao mesmo epítopo (área da molécula do antígeno que se liga aos receptores celulares e aos anticorpos) no antígeno (partícula ou molécula capaz de iniciar uma resposta imune).

Medicamento Biológico – Anti-TNFs

O Fator de Necrose Tumoral (TNF) é uma citocina envolvida nas reações de fase aguda nos processos de inflamações sistêmicas. Seu principal papel está relacionado à regulação e equilíbrio da ação das células imunes.O desequilíbrio na produção e no número de TNF disponíveis no organismo ocasiona uma série de complicações, influenciando na ocorrência de doenças como: artrite reumatóide, artrite psoriática, espondilite anquilosante, doença de Crohn, Doença de Behçet, amilidose, sacroidose; escleroderma, poliomiosite, doença de Still do adulto , lúpus; nefrite e artrite lúpica

    • Os anti-TNFs são medicamentos que impedem a circulação do Fator de Necrose Tumoral, ou seja, do TNF que é quem promove a resposta inflamatória e a clínica associada com doenças auto-imunes.

Como se desenvolve um Medicamento Biológico

  •  Modificar geneticamente uma célula ou microorganismo
  •  Cultivo de réplicas
  •  Colheita da proteína
  •  Purificação
  •  Obtenção do componente ativo

 Medicamentos Biológicos comuns no Tratamento de Doenças Reumáticas

No tratamento da Artrite Reumatoide, existem dois tipos de medicamentos biológicos, os biológicos Anticorpos Monoclonais e Anti-TNFs.

  • Etanercepte (Enbrel®)      Anti-TNF
  • Adalimumabe (Humira®)  Anti-TNF
  • Infliximabe (Remicade®)  Anti-TNF
  • Rituximabe (Mabthera®)  Anticorpo Monoclonal  Anti CD-20
  • Tocilizumabe (Actemra®) Anticorpo Monoclonal Anti – IL6-R
  • Abatacepte (Orência)  Anticorpo Monoclonal
  • Golimumabe (SimponiI®)  Anticorpo Monoclonal
  • Certolizumab pegol (Cimzia®)  Anti-TNF
  • Belimumabe (Benlysta®) Anticorpo Monoclonal (em estudo clínico no Brasil para tratamento do LES – Lúpus Eritematoso Sistêmico)

 Exames solicitados pré-medicamento biológico

  • PPD (teste tuberculínico)
  • Radiografia de Tórax
  • Hemograma
  • Urina I
  • Provas de Função Hepática
  • Provas de Função Renal

Principais Efeitos Colaterais 

  • Imunossupressão
    • (risco aumentado para infecções)
  • Intolerância Gástrica (náuseas, vômitos, gastralgia (dor no estômago), diarreia)
  • Calafrios
  • Febre
  • Dores musculares
  • Fraqueza e/ou Fadiga
  • Perda de apetite, náuseas, vômitos e diarréia
  • Alopecia
  • Erupção cutânea

Os efeitos colaterais diferem de pessoa para pessoa, cada organismo terá uma forma de reação ao medicamento biológico, os efeitos colaterais podem ser maiores nas primeiras doses e com o passar do tempo o organismo vai se adaptando de uma forma que os efeitos colaterais se tornam discretos.

Efeitos Colaterais Importantes e não tão comuns

  • Hepatotoxidade (comprometimento e sintomas de alteração da função, ex: hepatite medicamentosa)
  • Nefrotoxidade (comprometimento e sintomas de alteração da função dos rins)
  • Neurotoxidade (comprometimento e sintomas de alteração do Sistema Nervoso Central)

Muito comum, as pessoas se assustarem ao ler os efeitos colaterais de um medicamento biológico, porém, alguém já leu a bula da dipirona? e paracetamol?, saiba que o paracetamol é muito utilizado pela pessoa que tem dor crônica, porém, ninguém divulga que o uso indiscriminado de paracetamol pode levar a séria Hepatite Medicamentosa, por isso, se o seu médico prescreveu medicamento biológico, confie, ele estudou e sabe o que está prescrevendo.

Farmacovigilância 

Além dos efeitos colaterais previstos, podem ocorrer efeitos colaterais raros e imprevisíveis, momento em que através de formulário próprio da ANVISA os dados são registrado e encaminhados para a farmacovigilância. Todo efeito colateral fora dos padrões esperados deve ser encaminhado a notificação para a ANVISA que é o órgão regulatório de registro e liberação para uso de medicamentos no Brasil

Leia também aqui no Blog AR, Depoimentos de Usuários de Medicamentos Biológicos

Fontes:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Ministério da Saúde – Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas  – Artrite Reumatoide

Arthritis Research UK

Portal Reumatoguia – Tratamento  

Artigo publicado em Outubro/2007 e Atualizado em Outubro/2011

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta