Pacientes com doenças crônicas reumáticas, podem e devem se vacinar contra a Gripe H1N1

0
1861

Pessoas com doenças reumáticas devem comparecer aos postos de vacinação para receberem a vacina da Gripe H1N1 à partir do dia 18 de abril

As infecções respiratórias são comuns em pacientes que convivem com Artrite Reumatoide, sendo inclusive indicadores de internações e até mesmo mortalidade, por esse motivo o “Consenso de Tratamento da Artrite Reumatoide – da Sociedade Brasileira de Reumatologia“, recomenda a imunização, realizada através de vacinação contra o vírus da Gripe e da Pneumonia, ambas as vacinas estão disponíveis na Rede Pública de Saúde.

Dr. Renato Kfouri Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações
Dr. Renato Kfouri
Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações

Durante a reunião de pacientes do EncontrAR, realizada no dia 09 de abril, o médico pediatra e vice presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações – Dr. Renato Kfrouri, ressaltou a importância da vacinação de pacientes imunodeprimidos, por fazerem parte do grupo de risco devido a predisposição em adquirir doenças respiratórias e infecciosas.
Dr. Renato enfatiza que a atuação da vacina em pacientes imunodeprimidos tem potencial diferente, quando comparado a mesma vacina administrada em uma pessoa que não sofre imunossupressão, no entanto, a proteção dos pacientes imunodeprimidos é de fundamental importância para prevenir o desenvolvimento da gripe, em especial da Gripe H1N1, que tem como agravante sérias complicações respiratória que em pessoas imunodeprimidas pode resultar em complicações extra gripe H1N1, comprometendo o estado geral da doença crônica de base.
Resistência em tomar vacina da gripe é comum, segundo o médico reumatologista, Dr. Thiago Bitar “os pacientes recebem no consultório a orientação para tomar a vacina da gripe e quando retornam a consulta, boa parte dos pacientes não se vacinaram”. É importante lembrar sobretudo que pessoas com doenças reumáticas quando estão em um estado infeccioso ou gripal, podem ter o uso de medicamentos imunossupressores suspensos, inclusive o medicamento biológico, situação que compromete o tratamento da doença reumática e consequentemente uma doença que estava controlada, pode voltar a atividade.

Vacina da gripe é anual e protege contra vários tipos de gripe

A vacina da gripe é uma medida preventiva e segura para todos os pacientes reumáticos, inclusive as crianças e idosos, é importante lembrar que a vacina da gripe deve ser tomada todos os anos, pois o vírus da gripe influenza sofre mutação, trazendo a cada inverno uma nova variante da doença. A vacina não imuniza contra os resfriados que são causados por outros tipos de vírus.

Vacina da gripe disponível nos postos de saúde

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em todo o território nacional é do tipo Trivalente, que protege contra as gripes:

  • Gripe Influenza do tipo A (H1N1);
  • Gripe Influenza do tipo A (H3N2);
  • Gripe Influenza do tipo B  

A vacina do SUS, em uma única picadinha protege contra três tipos de gripe, portanto, não é preciso tomar duas vacinas, lembrando que anualmente esses vírus se transformam e as vacinas são reformuladas, por isso todo ano é preciso se vacinar novamente.

Quem pode se vacinar?
Após o dia 18 de abril os pacientes com doenças crônicas, em especial os pacientes que utilizam medicamentos imunossupressores, devem comparecer nos postos de vacinação. Importante lembrar que independente do uso de imunossupressão, as pessoas com doenças reumáticas, estão dentro do grupo de risco e podem receber a vacinação nos postos de saúde/vacinação.
Todas as pessoas podem tomar a vacina da Gripe, Dr. Renato Kfouri, declara que é importante a vacinação das pessoas que convivem com doentes crônicos, no entanto, a campanha nacional do Ministério da Saúde, irá vacinar as pessoas fora do grupo de risco, após o dia 30 de abril, logo, enquanto pacientes crônicos, vale a pena estimular a vacinação de pessoas de convivência direta.

Crianças com doenças reumáticas podem a vacina da Gripe H1N1?
Sim, podem e devem tomar, as crianças maiores de 6 meses e com até 5 anos já podem receber a vacina, as crianças maiores de 5 anos, podem ser vacinadas após o dia 18 de abril/2016. A vacina da gripe não pode ser administrada em bebês de até 6 meses,

O que preciso levar para receber a vacina da gripe?

  • Carteirinha de Vacinação;
  • Relatório Médico (do seu reumatologista), na ausência do relatório médico é possível levar uma receita dos medicamentos que estão sendo utilizados (ou equivalente que vale como comprovante da doença).

 Principais dúvidas: “Tomei a vacina e fiquei gripado”

A vacina da gripe não faz com que as pessoas fiquem gripadas, isso não é possível, pois a vacina é confeccionada com vírus inativado (vírus morto). As pessoas que ficaram gripadas após tomar a vacina, provavelmente já tinham outra doença respiratória ou já tinham o vírus da gripe e a vacina não teve tempo suficiente de fazer efeito de proteção.

Com quanto tempo a vacina da gripe começa a fazer efeito?

A imunização contra a gripe não é imediata, após tomar a vacina a pessoa só estará protegida após um período de 3 a 4 semanas, tempo necessário para a produção de anticorpos contra a doença.

Quais são os efeitos colaterais esperados da vacina da gripe?

  • O local da picada pode ficar dolorido e inchado (algo discreto);
  • Pode ocorrer discreta febre baixa e discreta indisposição: mas não intensos como os da gripe.

    A vacina contra a gripe é segura?
    Apesar dos boatos disseminados principalmente na internet, tais como a quantidade de mercúrio e o mito de que a vacina deixa as pessoas gripadas, são boatos sem nenhum fundamento médico. A vacina é feita apenas de partículas vivas, com vírus morto e fragmentado, não existe a mínima possibilidade da vacina da gripe causar gripe e outras doenças. Ela causa apenas proteção!

Vacina-Gripe-2016

Não é preciso parar de tomar nenhum medicamento para tomar à vacina da gripe! 

Segundo dados do Ministério da Saúde o Brasil registrou 71 mortes causadas por complicações da gripe A (H1N1), 55 dessas mortes acorreram no Estado de São Paulo. Não corra esse risco, vacine-se!

Infográfico JCNET
Infográfico JCNET

A vacina da pneumonia também está disponível no SUS, através dos CRIEs – Centro de Referências em Imunobiológicos, que recebem as vacinas especiais fornecidas pelo SUS, para receber a vacina da pneumonia basta levar uma prescrição do seu reumatologista no posto de saúde mais próximo, essa receita deve ser apresentada para a enfermeira da unidade de saúde que deve solicitar ao CRIEs de referência a vacina “Pneumocócicas”. Todo estado tem unidades do CRIEs que deve encaminhar as vacinas para todas as unidades de saúde solicitante.


Saiba quais são os principais medicamentos imunossupressores:

Medicamentos frequentemente usados no tratamento das doenças reumáticas que são imunossupressores

Abatacepte
Antimaláricos: cloroquina e hidroxicloroquina
Azatioprina
Belimumabe
Canquinumabe
Certolizumabe
Ciclofosfamida
Ciclosporina
Corticoide: prednisona e outros.
Etanercepte
Golimumabe
Infliximabe
Leflunomida
Metotrexato
Rituximabe
Sulfassalazina
Tocilizumabe
Ustequinumabe
Em caso de dúvida consulte o seu médico para saber se o seu tratamento medicamentoso é imunussupressor.

Infográfico JCNET

Fonte: SBiM – Sociedade Brasileira de Imunizações – Ministério da Saúde  Sociedade Brasileira de Reumatologia

 

 

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta