Receita Médica válida para o SUS

0
1075
Em todos os programas da Assistência Farmacêutica do SUS é necessário que a receita seja preenchida, seguindo um mesmo padrão;
  •  Nome do paciente, legível e completo;
  •  Nome do princípio ativo do medicamento (nome genérico ou da molécula).;
  •  Medicamentos prescritos com nome comercial, não são aceitos;
  •  Deve constar, via de administração;
  • Tempo de uso (em caso de uso contínuo a receita é válida por 6 meses);
  •  Data;
  • Identificação Legível do médico prescritor (nome, CRM e assinatura).

As farmácias de alto custo, aceitam receitas médicas de todos os tipos de serviços médicos, ou seja, particulares e convênios, os postos de saúde, aceitam apenas receitas de serviços públicos, no entanto, isso varia conforme a diretriz de cada prefeitura, por isso, é importante buscar informações no posto de saúde local.

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorDia Municipal de Conscientização da Artrite e Artrose reúne 150 pessoas na Secretaria de Saúde de Itaquá
Próximo artigoMedicamentos no Posto de Saúde

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta