Descredenciamento

0
371

O médico de minha confiança e o laboratório onde sempre fiz meus exames foram descredenciados pelo meu plano. Isso é permitido pela lei?
Sim. A operadora pode substituir ou até excluir de sua rede credenciada ou conveniada um profissional de saúde ou um estabelecimento que não seja um hospital, desde que mantenha a garantia de atendimento aos seus beneficiários. Além disso, toda e qualquer mudança da rede credenciada deverá ser informada ao consumidor.

O hospital onde eu pretendia fazer uma cirurgia foi descredenciado e substituído por outro hospital. Isso é permitido pela lei?
Depende. A operadora somente pode descredenciar uma unidade hospitalar de sua rede prestadora se substituí-la por outra equivalente, ou seja, do mesmo padrão de qualidade. Além disso, referida substituição deverá ser comunicada aos beneficiários e à ANS com 30 dias de antecedência.

O hospital onde eu pretendia fazer uma cirurgia foi descredenciado e não atende mais pelo meu plano de saúde. Isso é permitido pela lei?
Depende. A operadora somente poderá excluir uma unidade hospitalar da sua rede credenciada se comprovar a manutenção da cobertura com padrões de qualidade equivalente e sem ônus adicional para o consumidor. A operadora deve ainda solicitar e obter autorização da ANS.

O que acontece comigo se eu estiver internada em um hospital e este vier a ser descredenciado?
Se o beneficiário do plano estiver internado no hospital na ocasião do seu descredenciamento, a operadora deverá arcar com todos os custos de internação até alta hospitalar, a critério do médico que assiste o beneficiário.
O médico de minha confiança e o laboratório onde sempre fiz meus exames foram descredenciados pelo meu plano. Isso é permitido pela lei?
Sim. A operadora pode substituir ou até excluir de sua rede credenciada ou conveniada um profissional de saúde ou um estabelecimento que não seja um hospital, desde que mantenha a garantia de atendimento aos seus beneficiários. Além disso, toda e qualquer mudança da rede credenciada deverá ser informada ao consumidor.

O hospital onde eu pretendia fazer uma cirurgia foi descredenciado e substituído por outro hospital. Isso é permitido pela lei?
Depende. A operadora somente pode descredenciar uma unidade hospitalar de sua rede prestadora se substituí-la por outra equivalente, ou seja, do mesmo padrão de qualidade. Além disso, referida substituição deverá ser comunicada aos beneficiários e à ANS com 30 dias de antecedência.

O hospital onde eu pretendia fazer uma cirurgia foi descredenciado e não atende mais pelo meu plano de saúde. Isso é permitido pela lei?
Depende. A operadora somente poderá excluir uma unidade hospitalar da sua rede credenciada se comprovar a manutenção da cobertura com padrões de qualidade equivalente e sem ônus adicional para o consumidor. A operadora deve ainda solicitar e obter autorização da ANS.

O que acontece comigo se eu estiver internada em um hospital e este vier a ser descredenciado?
Se o beneficiário do plano estiver internado no hospital na ocasião do seu descredenciamento, a operadora deverá arcar com todos os custos de internação até alta hospitalar, a critério do médico que assiste o beneficiário.

Texto doado pelo Dr.Tiago Farina Matos, autor do Manual de Direitos do Paciente
Reumático,advogado especialista em direitos da saúde.www.tiagofarinamatos.com.br

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

COMPARTILHE
Artigo anteriorRescisão do contrato
Próximo artigoPreços e reajustes

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída.
Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta