Mutirão para implante de DIU hoje e sexta-feira no Hospital da Mulher

0
581

O Hospital da Mulher do Recife, no Curado, realiza nestas quarta e sexta-feira um mutirão para colocação de DIU – dispositivo intrauterino. De acordo com o secretário de Saúde do município, Jaílson Correia, a ação de planejamento familiar tem o objetivo de garantir que a mulher possa escolher, de forma livre e responsável, optar ou não pela maternidade e, em caso positivo, o momento de ter o filho.

Este é o segundo mutirão de DIU do hospital e a expectativa é atender cerca de 40 mulheres. Anteriormente, 50 usuárias foram beneficiadas. Antes do procedimento, todas passaram por consultas individuais, em que demostraram vontade de fazer uso de algum método contraceptivo, optando pelo DIU, garante a diretora geral do HMR, Isabela Coutinho. As pacientes foram atendidas inicialmente na Atenção Básica (upinhas, postos de saúde, saúde da família) e, depois, encaminhadas para o Hospital da Mulher.

Na próxima quinta-feira, o hospital realiza um mutirão de consultas para pacientes que tiveram chikungunya e que hoje sofrem com dores crônicas decorrentes da doença. Quarenta e cinco mulheres serão atendidas no ambulatório de Reumatologia da unidade, onde farão tratamento.

Na quarta e quinta-feira, os mutirões começam às 7h, e na sexta, às 11h. De acordo com a reumatologista Renata Menezes, quanto mais cedo tratar as manifestações da doença, menor o risco do paciente evoluir com sequelas. Ela lista algumas recomendações para pacientes com dores crônicas por causa da chicungunha.

Confira as recomendações para os pacientes com chikungunya:

  • Evitar a automedicação. Caso as dores articulares persistam, após a fase aguda, o paciente deve procurar um reumatologista;
  • As medicações só podem ser prescritas por médicos. A dose é ajustada de acordo com a intensidade da dor;
    Além do tratamento medicamentoso, o paciente pode fazer uso da crioterapia (compressa de gelo);
  • Exercícios físicos e fisioterapia devem ser supervisionados por profissionais da área.

Fonte: Diário de Pernambuco

Sou Blogueira, motivada pelo diagnóstico da Artrite Reumatoide aos 26 anos, como profissional da enfermagem eu estava acostumada a lidar com a dor, porém, a dor dos outros e de repente a dor passou a ser minha companheira. Troquei o cuidar assistencial pelo cuidar informacional e escrevi o Blog Artrite Reumatoide, para compartilhar a minha dor, aprendi então, que Dor Compartilhada é Dor Diminuída. Hoje sou “Patient Advocacy”, social media, graduanda do curso de jornalismo na FiamFaam, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde e uma eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta